Ações

Blue-chips da China fecham em baixa por decepção com dados de empréstimo

Blue-chips da China fecham em baixa por decepção com dados de empréstimo



Por: Fabio Pordeus Pedrosa | 13/09/2021

As ações de blue-chips da China fecharam em baixa nesta segunda-feira, pressionadas por papéis de semicondutores e turismo, depois de dados oficiais mostrarem que os novos empréstimos bancários subiram menos do que o esperado no país no mês passado.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve queda de 0,44%, enquanto o índice de Xangai subiu 0,33%.

Os bancos chineses dirigiram 1,22 trilhão de iuanes (189,51 bilhões de dólares) em novos empréstimos em agosto, alta em relação a julho mas abaixo das expectativas de analistas.

Dados econômicos dos últimos meses mostraram que a robusta recuperação da China pós-Covid está perdendo força conforme o crescimento retorna a níveis mais formais e novos surtos do vírus prejudicam a atividade.

Mas as autoridades estão tentando manter o crescimento ao mesmo tempo em que contêm áreas mais arriscadas como o setor imobiliário.

O subíndice de turismo caiu 4,3% depois que a China informou o maior número de casos de coronavírus transmitidos localmente em um mês antes do feriado do Dia Nacional em 1 de outubro.

As fabricantes de chips recuaram 4,2% depois de o regulador do mercado chinês ter dito na sexta-feira que multou três empresas de vendas de chips automotivos por elevarem os preços.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,22%, a 30.447 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,50%, a 25.813 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,33%, a 3.715 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,44%, a 4.991 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,07%, a 3.127 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,16%, a 17.446 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,79%, a 3.074 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,25%, a 7.425 pontos.


FONTE: Reuters - Acesse