Ações

David Vélez, fundador do NuBank: “Conseguimos provar que o livre mercado tem chance no Brasil”

David Vélez, fundador do NuBank: “Conseguimos provar que o livre mercado tem chance no Brasil”



Por: Fabio Pordeus Pedrosa | 23/09/2021

Recém-chegado ao Brasil, o colombiano David Vélez enfrentou um verdadeiro calvário para abrir uma simples conta corrente num banco. Perplexo com a experiência, o empreendedor passou a se perguntar como os bancos brasileiros, que cobram algumas das maiores taxas de juros e tarifas do mundo, prestavam aquele nível sofrível de serviços aos clientes.

“Parecia uma boa oportunidade de negócios, mas, por que ninguém estava concorrendo com eles?”, indagou-se. Inconformado, conversou com dezenas de pessoas do mercado financeiro que, via de regra, tentavam dissuadi-lo de tentar competir com os medalhões do setor.

“Ouvi que eu era gringo e não sabia do que estava falando; que jamais me deixariam competir com os grandes bancos”, afirmou, na cerimônia em que recebeu o Prêmio Liberdade, concedido pelo Instituto de Formação de Líderes de São Paulo (IFL-SP).

O resto, você já conhece: Vélez é um dos sócios fundadores do NuBank, um dos mais bem-sucedidos exemplos de empreendedorismo no setor bancário. O banco digital já conta com 42 milhões de clientes.

Em sua fala de agradecimento, Vélez revelou a lição que tirou daquelas conversas com executivos do setor. “Cheguei à conclusão de que o sentimento dessas pessoas era medo. Havia medo de competir com esses grandes bancos, que pareciam reis sagrados.”

Para o empreendedor, isso remete a uma famosa frase de Milton Friedman: “por trás da ausência da crença no livre mercado, existe a ausência da crença na liberdade”. E emendou: “estamos conseguindo provar que o livre mercado tem chances no Brasil.”


FONTE: Money Times - Acesse